quinta-feira, 30 de junho de 2011

Como ler “Filhos do Éden” (sem spoilers)



“Filhos do Éden – Herdeiros de Atlântida” é o meu segundo romance. A narrativa, ambientada no mesmo cenário de “A Batalha do Apocalipse”, transcorre nos dias atuais e explora uma nova perspectiva da guerra no céu – a visão dos capitães e soldados, e não dos grandes generais, tão amplamente retratados no livro anterior.

Em “Filhos do Éden” algumas questões, antes obscuras, são enfim respondidas, enquanto outras são lançadas ao público. É, acima de tudo, uma aventura, um thriller de fantasia, mais dinâmico, mais humano, com pitadas de conteúdo histórico, romance e mitologia.

» Compre o livro aqui
» Leia os primeiros capítulos
» Confira o site oficial


SINOPSE

Há uma guerra no céu. O confronto civil entre o arcanjo Miguel e as tropas revolucionárias de seu irmão, Gabriel, devasta as sete camadas do paraíso. Com as legiões divididas, as fortalezas sitiadas, os generais estabeleceram um armistício na terra, uma trégua frágil e delicada, que pode desmoronar a qualquer instante.

Enquanto os querubins se enfrentam num embate de sangue e espadas, dois anjos são enviados ao mundo físico com a tarefa de resgatar Kaira, uma capitã dos exércitos rebeldes, desaparecida enquanto investigava uma suposta violação do tratado. A missão revelará as tramas de uma conspiração milenar, um plano que, se concluído, reverterá o equilíbrio de forças no céu e ameaçará toda vida humana na terra.

Ao lado de Denyel, um ex-espião em busca de anistia, os celestiais partirão em uma jornada através de cidades, selvas e mares, enfrentarão demônios e deuses, numa trilha que os levará às ruínas da maior nação terrena anterior ao dilúvio – o reino perdido de Atlântida.

A trama - A ação divide-se entre Kaira, uma celestial que luta para recuperar a memória após anos vivendo na terra, e Denyel, um querubim exilado, uma figura vulgar e sombria, que trabalhara como assassino das legiões inimigas, mas que hoje, solitário e desonrado, procura ser incorporado às fileiras rebeldes.

Em paralelo, acompanhamos o drama de um terceiro personagem, conhecido apenas como Primeiro Anjo, o líder dos sentinelas – poderosos agentes designados por Deus para, num passado remoto, instruir e proteger as primeiras tribos humanas. Punidos por se recusarem a tomar parte nas catástrofes antigas, os sentinelas agora buscam vingança, numa caçada que se estenderá aos outros volumes da série.

» Escute o NerdCast sobre Filhos do Éden (sem spoilers)
 » Escute o podcast Desconstruíndo (esse TEM spoilers)

Com a ajuda de Urakin, um guerreiro destemido e leal, e Levih, da casta dos ofanins, Kaira e Denyel encontrarão a chave para as ruínas de Athea, a mais célebre das colônias atlantes, um posto avançado que resistiu às violentas águas do dilúvio. Cobiçada há séculos, Athea esconde inomináveis segredos, passagens ocultas que, se descobertas, serão usadas pelos exércitos tirânicos para invadir a Cidadela do Fogo, bastião das gloriosas forças de Gabriel, e por termos à disputa que se arrasta há milênios.
 
Um livro de "origens" - Para os novos leitores, “Filhos do Éden” é um romance didático, uma maneira simples de conhecer a mitologia, os combates e a estruturação de forças deste universo fantástico. Para os fãs, é um spin-off divertido, que explora o conflito entre as castas, os planos de existência, os deuses etéreos e o dia a dia da guerra civil, o confronto que, em um futuro próximo, conduzirá à tão aguardada batalha do Armagedon.

Foco nos personagens - Diferentemente de ABdA, onde o foco era um evento (o Apocalipse), aqui a atenção é voltada para os personagens. O enredo é uma parte importante da narrativa, mas é secundário. Ater-se à personalidade dos protagonistas e às suas ações é uma dica essencial para curtir "Herdeiros de Atlântida".

Série – “Filhos do Éden – Herdeiros de Atlântida” é o primeiro tomo de uma série que terá de dois a quatro volumes (impossível definir por enquanto). Serão livros mais curtos, cada um com 400 páginas mais ou menos. Desta forma, pude organizar a saga em arcos e garantir que haverá novos títulos nas prateleiras em um espaço de tempo muito menor.

Espero honestamente que gostem desta nova aventura. Agradeço a todos que vêm acompanhando o meu trabalho tanto ao vivo, nas sessões de autógrafos, como virtualmente, através das redes sociais. Para mim – não tenho dúvidas – vocês são os verdadeiros anjos desta história, os reais heróis desta jornada :-)

» Acompanhe as novidades pelo Twitter 
» Curta a página do livro no Facebook

Assim que tiver mais informações, divulgarei aqui e pelo Twitter (http://twitter.com/eduardospohr).

Em tempo – Os personagens que serão explorados em “FdE”, especialmente a líder do grupo, Kaira, Centelha Divina, surgiram pela primeira vez no conto “Torre das Almas” (10 páginas), publicado pela editora Dracco na coletânea “Imaginários 3”. Quem quiser conhecê-los pode adquirir a antologia clicando aqui.